Magrela tour – cicloturismo

Gosta de andar de bike? Já teve oportunidade de fazer cicloturismo? É uma ótima maneira de conhecer lugares diferentes e também uma oportunidade conhecer novas pessoas e quem sabe fazer amizades.

A Descubra Floripa desenvolveu um roteiro muito legal que sai de Florianópolis em direção ao Vale Europeu, que ganhou o nome de “magrela tour”, uma homenagem a infância onde a criançada adorava pedalar em uma magrela, nome popular da bicicleta.

 

CICLOTURISMO

Nada mais é do que viajar utilizando uma bicicleta como meio de transporte. É uma forma saudável, ecológica e econômica de fazer turismo.

Muitos levam o cicloturismo a outro nível chegando a ser mais que um lazer e sim um estilos de vida. Quem sabe você não se apaixona pelo cicloturismo?

 
 
 
 

VALE EUROPEU

A região que compreende algumas cidade do Vale do Itajaí é chamada de Vale Europeu por sua herança cultural dos colonizadores alemães, austríacos, italianos, poloneses e portugueses. O que reflete a gastronomia, arquitetura e costumes da região. As cidades que compõe essa região são: Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Blumenau, Botuverá, Brusque, Canelinha, Doutor Pedrinho, Gaspar, Guabiruba, Ilhota, Indaial, Jaraguá do Sul, Leoberto Leal, Major Gercino, Nova Trento, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio, São João Batista, Tijucas e Timbó.

 
 

ROTEIRO

O Circuito Vale Europeu de Cicloturismo é o primeiro no Brasil, planejado especialmente para ser percorrido de bicicleta. É um dos principais destinos de cicloturistas no Brasil!

Os circuitos foram traçados com o objetivo de “fugir” das estradas de asfalto, priorizando as estradinhas de solo natural que são mais bonitas e tranquilas e passando pelos melhores atrativos turísticos da região.

 

O roteiro da Descubra Floripa possui 12h de duração. Sai de Florianópolis e vai até a cidade de Timbó. De lá os participantes pegam as bikes e vão até Pomerode. São 44km de distância percorridos com um incrível visual e muita diversão.

A estradinha de terra que sai de Timbó cruza a cidade de Rio dos Cedros, atravessa um morro (o maior desafio físico do dia), mas o visual lá de cima compensa todo o esforço e faz tudo valer a pena. Já quase chegando na cidade de Pomerode, o circuito passa pela Rota Enxaimel, onde é possível ver diversas casas construídas neste estilo. Várias delas, identificadas com plaquinhas que trazem um pouco da história da edificação.

 
 
 
 

E depois da bike que tal uma paradinha para um delicioso café colonial na Confeitaria Alemã Torten Paradies? Hummm

Depois é só retornar para Floripa de barriga cheia e com novas histórias na bagagem.

 

DIFERENCIAIS

Você não precisa de preocupar com nada, o passeio inclui transporte executivo de ida e volta, turismólogo, Guia de Turismo credenciado pelo Ministério do Turismo, Translado para o Vale Europeu, seguro, aluguel de bicicletas com serviço de socorro e ainda água e frutas disponíveis durante o percurso.

 

O QUE LEVAR?

– Dinheiro;

– remédios que possa precisar;

– roupas confortáveis;

– tênis antiderrapante (Indispensável);

– protetor solar;

– toalha;

– repelente.

 

Para saber mais sobre o passeio e ter informações sobre os valores, acesse aqui.

 

#cicloturismo #bike #passeiodebike #magrelatour #santacatarina #valeeuropeu #descubrafloripa

Cachoeira do Avencal

O nome Avencal deriva da palavra avenca, vegetação muito comum encontrada na região. A cachoeira possui 100 metros de queda livre e é muito frequentada por praticantes de rapel.

É possível chegar de carro até a parte de cima da cachoeira e através de uma pequena trilha a pé para conhecer a parte de baixo. Use calçado apropriado pois as pedras são escorregadias.

São dois parques diferente no acesso da parte de cima da cachoeira. A entrada pela direita possui um mirante com vista para o lado direito da queda e uma réplica da Pedra Furada para que os visitantes possam tirar fotos.

Já entrando pelo lado esquerdo há um outro mirante para ver o outro lado da queda da cachoeira além de opções para a família toda como tirolesa, passeios a cavalo, pedalinho e trilhas.

 
 
 

Cascata véu de noiva

A cascata está localizada a caminho do morro da igreja. Com 62 metros de queda, a cascata véu de noiva encanta com sua água que desliza suavemente por grandes rochedos. O seu nome vem da aparência de véu de noiva que acontece quando a cascata está com grande vazão, produzindo uma espuma branca.

A cascata está localizada em propriedade particular, sendo cobrada uma pequena taxa para acessar o local que fica aberto das 8 as 18h.

Você caminha cerca de 30m entre o estacionamento e a cascata, no caminho é possível ver algumas espécies de pássaros. Também é possível fazer arvorismo através de um caminho suspenso de 260m de comprimento e 10m de altura.

Gostaram de conhecer um pouco sobre Urubici? Não deixe de acompanhar o blog, no próximo post um pouco mais sobre a Serra Catarinense, com destaque para São Joaquim e a Serra do Rio do Rastro.

 

Que tal fazer um passeio incrível de apenas um dia conhecendo o melhor da Serra Catarinense? A Descubra Floripa está com um roteiro que inclui alguns dos principais pontos turísticos de Urubici, almoço em Churrascaria, passeio para São Joaquim com direito a degustação em uma das principais vinícolas da região e retorno pela bela Serra do Rio do Rastro com seus 12 km de extensão e bela vista do mirante. Saiba mais sobre o roteiro!

 

#serracatarinense #passeio #passeiossantacatarina #santacatarina #urubici #cascataveudenoiva #cachoeiradoavencal #serradocorvobranco #peddrafurada #morrodaigreja #serradoriodorastro #Descubrafloripa

Shopping Basket
WhatsApp chat